Loading...

terça-feira, 26 de outubro de 2010


Get your own Digital Clock
                                                           Bem vindo à Santos/SP/BR

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Brasil - Tri-Campeão Mundial de Voleibol. Itália 2010

Parabéns Bernardinho, Equipe de Jogadores, Preparadores Físicos e Auxiliares!



No feminino no último 14 de novembro o Brasil consegui o vice-campeonato sendo derrotado pela Rússia por 3 sets a 2 , parciais de 21-25, 25-17, 20-25, 25-14 e 15-11 com grande atuação da atacante Ekaterina Gamova.
Parabéns à equipe da Rússia e às vice-campeãs comandadas pelo competente José Roberto Guimarães.
                                                                Foto: FIVB - Japão 2010


Sidney Santos Professor Educação Física - Bacharel em Treinamento Desportivo p/ Universidade Metropolitana de Santos - Faculdade de Educação Física de Santos 

domingo, 10 de outubro de 2010

VOLEIBOL - RECEPÇÃO COM 5 PASSADORES (W)

    *  
            Francisco Martinez Perez Neto                        
            Kaled Barros                                                   
Mauro Sérgio Motta                                     
Paulo Henrique de Jesus da Silva            
Carla Baptista de Oliveira                            
Sidney Mendes Santos      

Treinamento para iniciantes (Modelo de aula)

Aquecimento – 15 minutos

- Trote com fundamentos: duas colunas na linha de fundo da quadra; entrar na quadra correndo pelo centro até a rede; realizar um bloqueio (simulado) se afastando de costas, abrindo para as pontas até a linha dos três metros e representando movimento de ataque, depois voltando de costas até o final da coluna. (5 minutos)

- Em duplas, com uma bola realizar passes acima da cabeça com as duas mãos.

- Em duplas, com uma bola realizar a extensão dos braços acima da cabeça em seguida fazer o movimento de flexão dos ombros para que a bola vá para o chão em direção ao companheiro.

- Em duplas, com uma bola fazer toques.

- Em duplas com uma bola fazer manchetes.

(10 minutos)



Parte principal – 30 minutos.

- Três colunas atrás da linha de fundo. Três alunos entram na quadra nas posições 1, 6 e 5. Um dos professores efetuará um saque e os alunos deverão fazer o passe de manchete para a posição 3 onde estará outro  professor. 

 

-  Seis alunos estarão ocupando cada uma das 6 posições na quadra. Um professor fará o saque, e um dos alunos realiza a recepção e em seguida a bola é parada; depois da bola parada um rodízio é realizado; logo o jogador (aluno) que chegar na posição 1 sairá da quadra e irá para o final da coluna; outro aluno adentra à quadra na posição 1 e assim realizando a passagem por todas as posições.Todos deverão realizar 5 rodízios gravando todos os posicionamentos do W (5 passadores). 


 
Alongamento – 5 Minutos.

Ao final da aula será realizado um alongamento dos principais músculos dos membros inferiores e superiores, para uma melhor recuperação física dos alunos.

* Professores Educação Física e Bacharéis em Treinamento Desportivo

terça-feira, 5 de outubro de 2010

COTIDIANO DO ESPORTE - Sidney Santos*

Maior Prêmio
Sidney Santos
  - crônica escrita em 08/5/2009

    Eu juntamente com dois amigos professores de Educação Física participando do projeto Educação Por Meio do Esporte ministrando aulas de Futsal para meninos e meninas em idade entre 11 e14 anos, alunos da Rede Municipal integrantes do Ensino Fundamental - Ciclo II, cujo objetivo é mostrar a importância da modalidade esportiva com os valores de competição e cooperação bem como um bom relacionamento de grupo, respeitando o desenvolvimento gradativo das crianças, procurando contribuir com o processo educativo, às vezes passamos por situações inusitadas, senão vejamos:
    Determinados pais, e com a devida compreensão, querem assistir as aulas de seus filhos, porém além os deixar inibidos, se tornam literalmente “torcedores”.
    Por esse fato acima deixamos recomendados às senhoras inspetoras de alunos que os pais não podem permanecer junto a seus filhos durante as aulas mesmo porque a quadra esportiva não comporta assistência de público. Salientamos também que qualquer pessoa que se dirija à quadra chame uns dos professores evitando assim algum incidente como por exemplo, boladas.
    Os alunos não participantes do projeto também não podem freqüentar o local por medida de segurança, mesmo porque as aulas começam após o horário normal (18:00 hs) e só os alunos com autorização dos pais ou responsável podem fazê-lo.
    Eis que ao iniciarmos a aula de quarta feira um aluno de 7 anos, com a devida autorização da inspetora ,subiu ao 4º andar, local da aula e falou:
_ “Professor!     Não vim jogar não; só quero ficar vendo um pouquinho porque minha mãe se atrasou e só vem me buscar daqui meia hora”.
    Já providenciando um local seguro para o “Pequeno Polegar” expliquei que poderia ficar assistindo enquanto esperava a mãe salientando ser um caso excepcional e pedindo para que não se ausentasse do local antes de sua mãe chegar.
    O menino, sentado na cadeira e protegido por uma rede, sorria participando com sua torcida e balançando a cabeça quando as jogadas não davam certo.
    Logo sua mãe chegou e com o recado vindo do andar térreo ele foi autorizado a descer.
    No dia seguinte eu estava fazendo minha caminhada na calçada da praia e escutei uma voz:
-“Oi Professor!
    Não era voz dos meus alunos; era voz de criança menor. Olhei e vi a uns 10 metros o aluninho sentado no quiosque, juntamente com a mãe e comendo aquele sanduíche. Os dois sorriram.
    Como de costume dei tchau com as duas mãos e segui meu caminho.
    Professor é isso: ensino, compreensão, carinho e honestidade de propósito.
    No mundo atual de tanta correria não tem maior prêmio:
    Um sorriso de criança.
    Estamos no mês de outubro ( mês das crianças) e esta história de esportes, de ensino, de criança só está aqui para homenagear todas as mães na figura da mãe do Pequeno Polegar que após uma jornada de trabalho encontra tempo para comer um sanduíche e brincar com o filho na praia.

*  Sidney Santos Professor Educação Física - Bacharel em Treinamento Desportivo p/ Universidade Metropolitana de Santos - Faculdade de Educação Física de Santos

XVIII Congresso Brasileiro de Poesia - Bento Gonçalves/RS




                                           Interior de Bento Gonçalves, Por Germano Schüür                                                       

25 a 30 de Outubro - Proyecto Cultural Sur/Brasil

Sidney Santos*  - Poeta integrante da Antologia Interfaces de Amor e Paz




* Sidney Santos Professor Educação Física - Bacharel em Treinamento Desportivo p/ Universidade Metropolitana de Santos - Faculdade de Educação Física de Santos

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Fundamentos Basquetebol

Modelo de aula apresentado em Seminário 2009 - UNIMES FEFIS
Aula  para iniciantes - Duração de aproximadamente100 minutos.

            Francisco Martinez Perez Neto                         
            Kaled Barros                                                   
Mauro Sérgio Motta                                     
Paulo Henrique de Jesus da Silva            
Carla Baptista de Oliveira                            
Sidney Mendes Santos       
                        
 
1. Início: Aquecimento

Formação para os três exercícios: Duas fileiras de alunos, uma de frente para outra, ocupando as partes laterais da quadra ou espaço equivalente, estando às fileiras aproximadamente 10 (dez) metros uma da outra.

Ø  1º Exercício:

Manejo da bola com passagem de uma mão para outra, acima e a frente da cabeça; alunos executando os movimentos na sua fileira com 10 (dez) passagens de uma mão para outra.
Manejo da bola com passagem de uma mão para outra, acima e a frente da cabeça, agora andando. Cada aluno indo em direção à fileira oposta e retornando ao local de origem - 1 (uma) vez;
O mesmo exercício anterior, trotando (corrida lenta) - 1 (uma) vez.

Ø  2º Exercício:
            
Manejo de bola em volta do tronco (10 voltas). Dez voltas no sentido horário e no término inverter o sentido.
Igual ao exercício acima, mas agora o aluno irá andar e depois trotar, sendo o manejo na ida em um sentido e na volta em outro. (sentido horário e anti-horário).

Ø  3º Exercício:

      Arremesso: cada fileira de alunos arremessa em cestas opostas; retornando ao final da fila após o arremesso.  


      Duração da primeira parte: aproximadamente 20 minutos.



2. Parte Principal (Aula)


1º Exercício: Correr, e ao comando, saltar para cima, pode ser um salto normal, ou com um quarto de giro, meio giro, ou giro inteiro. Depois do salto, mudar o sentido, conforme a orientação do professor, podendo ser de costas, direita ou esquerda.


2º Exercício: Salto de obstáculos em diferentes alturas, driblando uma bola no meio, ao sinal (que pode ser em qualquer obstáculo) arremesso em suspensão a cesta, utilizando bolas de diferentes pesos e tamanhos.


3º Exercício: Correndo, saltar e cair dentro de um aro sobre uma perna e ao mesmo tempo receber uma bola que foi arremessada, e efetuar um arremesso em suspensão.


4º Exercício: Ao ouvir um número, sai um par de cada lado, o par que pegar a bola que foi lançada pelo professor ataca, e o outro par defende.


5º Exercício: Pular corda, com os pés juntos, pé direito e pé esquerdo, e ao sinal girar a corda em sentido contrário, mais lento ou mais rápido.


Duração da Segunda parte: aproximadamente: 50 minutos.

   
 3. Final (Jogo Adaptado)

O jogo é formado por duas equipes cada uma com dez jogadores. Para uma equipe fazer um ponto a bola terá que passar por todos os integrantes da equipe e conseqüente arremesso da bola na cesta. A cesta só é válida se todos os alunos da equipe tiverem recebido a bola.

           Duração da terceira parte: aproximadamente 20 minutos.

Sidney Santos Professor Educação Física - Bacharel em Treinamento Desportivo p/ Universidade Metropolitana de Santos - Faculdade de Educação Física de Santos

sábado, 2 de outubro de 2010

FUNDAMENTOS FUTSAL

TREINAMENTO PARA GOLEIROS
Reposição de bola por parte do goleiro de Futsal
Vamos aqui tratar da reposição de bola pelo goleiro feita com as mãos em arremesso de meta ou na continuidade da jogada após uma defesa aproveitando um contra-ataque, ou início de jogada.
Em qualquer circunstância o goleiro tem 4 segundos para lançar a bola do espaço compreendido pela área de meta.
A execução dos lançamentos depende da habilidade do atleta e de sua aplicação nos treinamentos.
O lançamento pode ser executado de forma rasteira, a meia altura ou de forma parabólica, dependendo da disposição em quadra da equipe atacante e também dos jogadores adversários.
A bola pode ser lançada paralelamente às linhas laterais da quadra ou no sentido diagonal.
Os lançamentos podem ser curtos, médios ou longos e o goleiro pode também sair jogando com os pés respeitando o tempo de 4 segundos para transpor o meio da quadra.

 1 - Goleiro
 2 - Lançamento em diagonal
 3 - Lançamento em diagonal
 4 - Lançamento paralelo

Sidney Santos - Professor Educação Física - Bacharel  Treinamento Desportivo p/ Universidade Metroplitana de Santos - Faculdade de Educação Física de Santos. 
Integrante da Equipe de Treinadores do Projeto Educação pelo Esporte -  Futsal