Loading...

sábado, 7 de janeiro de 2012

  Seminário apresentado em 2009 à UNIMES -  FEFIS - MATÉRIA: TREINAMENTO DE FUTEBOL
                                                       CIRCUIT TRAINING

FRANCISCO MARTINEZ PEREZ NETO
GUILHERME NUNES LETTIERI
KALED BARROS
MAURO SÉRGIO MOTTA
PAULO HENRIQUE DE JESUS DA SILVA
CARLA BAPTISTA DE OLIVEIRA
SIDNEY MENDES SANTOS


INTRODUÇÃO
Neste trabalho apresentaremos Circuit Training para atletas de futebol visando desenvolvimento da coordenação motora.
A equipe do preparador físico estará disposta ao longo do percurso, corrigindo e animando a execução dos exercícios além de cronometrar e medir a FCa dos atletas.
2. AQUECIMENTO (12 minutos)
O aquecimento será de forma recreativa visando trabalhar a coordenação mental e motora individualmente (6 minutos).
Será executado ao redor das estações do circuit training, onde os atletas trotarão em volta.
Trotando os atletas irão fazer movimentos a cada silvo do apito.
A cada silvo do apito serão feito os seguintes movimentos:
- um silvo curto – agachar
- dois silvos curtos – continuar trotando
- três silvos curtos – saltar
- um silvo longo – dar meia volta e continuar trotando
Para quem errar o movimento, saltar 10 polichinelos no meio do retângulo. Todos continuam trotando e contando os polichinelos.Ao final da recreação fazer um breve alongamento dos membros superiores, tronco e membros inferiores (6 minutos);
- rotação de braços para frente, e atrás alternadamente; pés unidos.
- rotação de tronco com braços soltos, pés separados.
- alongamento parte posterior das pernas aproximando as mãos dos pés, com pernas alongadas e pés afastados; alternar lados e meio a frente.

3. Circuito de Futebol
3.1 Especificações do circuito
Objetivo: Coordenação
Passagem: Tempo Determinado (30’’ de atividade / 30’’ de descanso)
Número de voltas estipuladas: 4
3.2 Exercícios do circuito



Material: 7 Aros (bambolês) - 1ª estação
Aplicação: O(a) atleta irá saltar os bambolês com uma perna só, passando por todos os aros, alternando direita e esquerda a cada execução completa.
Material: 4 Cones - 2ª estação
Desenvolvimento: O(a) atleta irá passar pelos cones, fazendo ziguezague, pelos cones dispostos em linha., em progressão lateral.
Material: 2 cones ou 2 estacas 3ª estação
Desenvolvimento: O(a) atleta deverá fazer abdução horizontal do quadril a cada duas passadas, sempre alternando o segmento utilizado no espaço delimitado por dois cones ou estacas.
Material: 1 estaca 4ª estação
Execução: O(a) atleta executará polichinelo em 2 tempos
Material: 2 Cones 5ª estação
Aplicação: O atleta deverá fazer a adução horizontal do quadril a cada duas passadas (palmas), sempre alternando o segmento utilizado no espaço delimitado pelos dois cones.
Material: 1 cone ou estaca 6ª estação
Execução: O(a) atleta fará polichinelo em 4 tempos
Material: 6 aros 7ª estação
Execução: O(a) atleta deverá passar rapidamente pelos aros que estarão dispostos em diagonal ao outro.
Material: 1 cone ou estaca 8ª estação
Execução: O (a) atleta deverá fazer polichinelo em 8 tempos.
Material: 6 Cones 9ª estação
Execução: O(a) atleta deverá passar pelos cones, elevando o joelho a frente até chegar ao final. Depois retorna num trote para nova execução, até que o tempo limite chegue.
Material: 8 Aros 10ª estação
Execução: O(a) atleta deverá saltar dentro dos bambolês dispostos na forma de “amarelinha”.
Material: 6 cones ou estacas e três cordas 11ª estação
Execução: O(a) atleta deverá saltar lateralmente as cordas que estarão fixadas nas estacas ou cones, depois disso volta trotando para uma nova execução até que se chegue ao tempo limite. Execução com a lateral direita voltada para o obstáculo e depois com a esquerda.

Material: 2 Cones 12ª estação
Execução: O(a) atleta irá correr lateralmente passando alternadamente as pernas uma na frente da outra, no espaço delimitado entre os cones, para direita e para a esquerda.

4. ALONGAMENTO FINAL (15 minutos)
Os atletas ficarão a uma distância segura para executar os alongamentos na posição de pé, joelhos flexionados, com os calcanhares totalmente apoiados no chão e dedos dos pés voltados para frente. Mantendo essa posição até 30 segundos. Nessa posição alonga os tendões calcâneos, e ainda com a contração que deve ser mantida o quadríceps; há o relaxamento da parte posterior da coxa, sendo mais fácil alongar essa parte se tiverem sido relaxados primeiro
De pé, com as mãos, segurar a parte anterior das pernas na altura das panturrilhas ou dos tornozelos, puxando suavemente a parte superior do corpo para baixo com as mãos, mantendo os joelhos ligeiramente flexionados.
De pé, para alongar a panturrilha, ficar com pé à frente e outro atrás, apoiando as mãos no joelho da perna da frente, (ou num apoio fixo como mostra a figura), o indivíduo deverá flexionar a perna da frente sem tirar o calcanhar da perna de trás no chão.
De pé, para alongar os músculos quadríceps segure o dorso do pé direito com a mão esquerda, puxando o calcanhar na direção das nádegas, depois do tempo regulamentado trocar o pé e a mão utilizada. Pode-se utilizar um companheiro como apoio, ou colocar a mão à frente para dar mais equilíbrio.
De pé, colocar as mãos e os braços para trás entrelaçando os dedos da mão; vire os cotovelos lentamente para dentro até sentir um alongamento leve na parte anterior do tórax, se o atleta não sentir o alongamento pede-se para que ele vá erguendo os braços atrás do corpo até que isso ocorra.
Com a posição de pé, joelhos levemente flexionados, dobre o cotovelo direito e coloque o braço atrás da cabeça. Segure o cotovelo direito com a mão esquerda até sentir um alongamento moderado.
De pé, entrelace os dedos acima da cabeça e, com as palmas das mãos voltadas par cima, empurre levemente os braços para trás e para cima até sentir o alongamento nos braços, ombros e parte superior das costas.
Sentado, una as solas dos pés e segure nos dedos. Suavemente puxe-se suavemente para frente, inclinando a partir dos quadrisreto e o olhar num ponto fixo.
Sentado puxe o joelho na direção do ombro oposto, até sentir um alongamento suave na lateral do quadril. Faça dos dois lados.
Sentado com a perna esticada, e outra flexionada com a sola do pé desse apoiado na parte interna da coxa da perna esticada, o indivíduo deverá alcançar os dedos dos pés (da perna esticada) e puxá-los em direção do joelho. Para pessoas com pouca flexibilidade se usa uma faixa para se puxar o pé na direção dos joelhos.
Deitado, relaxe com os joelhos flexionados e as solas dos pés unidas. Esta posição confortável alonga a virilha. Deixe a gravidade exercer o alongamento.
Ainda deitado no chão alongar a parte superior da coluna e do pescoço. Entrelace os dedos atrás da cabeça, mais ou menos na altura das orelhas e puxe levemente a cabeça para frente até sentir um leve alongamento na nuca. Depois se alterna o mesmo movimento, mas alongando para os lados esquerdo e direito e para atrás.
Deite-se de costas e puxe a perna esquerda na direção do tórax segurando por baixo da articulação do joelho. Mantenha a outra perna esticada o máximo possível sem travar o joelho. Faça com as duas pernas.
Deitado com os joelhos flexionados passe a perna esquerda por cima da direita e empurra a perna direita na direção do chão. Depois repita o procedimento invertendo as pernas.
Deitado estenda os braços acima da cabeça e estique a pernas. Os pés devem estar em flexão plantar e os dedos das mãos também estendidos.
Obs.: Tempo para cada postura de 15 a 30 segundos.

Ref. Internet -  http://www.futsaltreinamento.com/


Sidney Santos - Professor Educação Física 
 Bacharel  Treinamento Desportivo p/ Universidade Metropolitana de Santos 
Faculdade de Educação Física de Santos


  Especialista em Futsal Professor integrante do Projeto Educação pelo Esporte - Santos/SP
Autor integrante da 1ª Antologia de Poetas - Casa do Poeta Brasileiro PG/SP- Editora Folha da Baixada - Apoio Universidade Santa Cecília
ISBN 978-85-62497-04-09 - Poesia brasileira - Coletâneas.
Antologia CAPPAZ - Interfaces de Amor e Paz
Editora Grafit Ltda.
ISBN 978-85-62689-33-8
Literatura brasileira; Poesia; Antologia.
Calendário Poético 2009 - Cabeça Ativa Produções Culturais
Cronista integrante da Colectânea Corda Bamba - Editora Pastelaria Studios-
ISBN 9789899759053
Lisboa- Portugal
2012
Compositor Samba-enredo da Banda da Liberdade - Santos/SP
"Tema do Benito" - Carnaval 2012
Poeta participante do Projeto Nova Coletânea - Antologia “Cumplicidade das letras” - 2012 - Autores Contemporâneos
Equipe 4Corredores - Associação
Corredor 10 Km e Meia Maratona

Nenhum comentário:

Postar um comentário