Loading...

quinta-feira, 28 de abril de 2011

FISIOLOGIA - Osteoporose e o exercício físico - PREVENÇÃO

                                  foto : Google images

Com o passar dos anos ocorrem várias alterações fisiológicas no organismo que podem afetar o comportamento e a vida normal dos indivíduos.
Estudiosos como Nóbrega (1999) relacionam o envelhecimento com a perda do estilo de vida independente, passando pela inatividade física, ansiedade e depressão, falta de motivação e auto-estima, sendo que a inatividade física provoca um descondicionamento fisco e debilidade músculo-esquelético.
O processo de envelhecimento é particular para cada pessoa, mas é consenso entre os especialistas que envelhecer é uma ação contínua com declínio progressivo de todos os processos fisiológicos.
O envelhecimento provoca perda de massa óssea em alguns níveis, sendo que as mulheres são mais afetadas de maneira comum após a menopausa. 
A perda de massa óssea acontece em todo o esqueleto, sendo os corpos vertebrais as partes mais afetadas. A deformação das vértebras ocasiona entre outras patologias a cifose dorsal e, por conseguinte a diminuição da estatura nos idosos.

A consulta médica é indicada para se diagnosticar a quantidade de massa óssea e se existem perdas significativas e também para o devido tratamento.

PREVENÇÃO
Uma postura correta, a prática de caminhadas, exercícios de alongamento e esportes são fatores importantes na prevenção da osteoporose e das dores nas costas. A realização de exercícios físicos efetuados com regularidade atua para promover tensões mecânicas dinâmicas nos músculos e ossos, estimulando assim a reabsorção do cálcio no tecido ósseo, contribuindo para maior resistência dos ossos, músculos e ligamentos mais fortes.
Atividades aquáticas como natação e a hidroginástica são indicadas na 3ª idade, por não promoverem impacto intenso com o solo.

Alimentação adequada deve ser seguida, pois a obesidade aumenta a compressão sobre as articulações intervertebrais, podendo causar ou intensificar dores nas costas.
                                    foto : Google images

BIBLIOGRAFIA

NÓBREGA, A. C. L..; FREITAS, E. V.; de; OLIVEIRA, M. D., de; LEITÃO, M. B.; LAZZOLI, J. K.; NAHAS, R. M.; BAPTISTA, C. A. S.; DRUMMOND, F. A.; REZENDE, L.; PEREIRA, J.; PINTO, M.; RADOMINSKI, R. B.; LEITE, N.; THIELE, E. S.; HERNANDEZ, A. J.; ARAÚJO, C. G. S., de; TEIXEIRA, J. A. C.; CARVALHO, T.; BORGES, S. F.; De ROSE, E. H. Posicionamento Oficial da Sociedade Brasileira de Medicina do Esporte e da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia: Atividade Física e Saúde do Idoso. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Rio de Janeiro. v. 5. n. 6. p.207-211. nov-dez, 1999.  

O envelhecimento e o sistema músculo-esquelético, 2008. Disponível em http://www.efdeportes.com/efd101/envelh.htm. Acessado em 19 de março de 2011



Esse artigo tem cunho informativo, em sendo assim reiteramos a necessidade de acompanhamento médico
Os exercícios físicos devem ser supervisionados por Educador Físico.

 Sidney Santos Professor Educação Física - Bacharel em Treinamento Desportivo p/ Universidade Metropolitana de Santos - Faculdade de Educação Física de Santos
Técnico Especialista em Futsal 
Professor integrante do projeto Educação pelo Esporte - Santos/SP

Sidney Santos
Prof. Educação Física e Técnico Desportivo
CREF 120222 G/SP

Nenhum comentário:

Postar um comentário